Dicas básicas e passeios por Santiago

by

Especial Ups & Downs do Chile, curiosidades sobre a cidade para você programar uma viagem inesquecível

Santiago é a capital e a maior cidade do Chile. Está localizada principalmente em um vale chamado “vale central”, que é parte da conhecida Depressão Intermediária e está delimitado pelo cordão Chacabuco ao norte, a Cordilheira dos Andes a leste, a Angostura de Paine ao sul e a Cordilheira da Costa a oeste. Esse vale tem a extensão de 80 km na direção norte-sul e de 35 km na direção leste-oeste. Sendo o maior e mais importante e desenvolvido centro urbano, financeiro, cultural e administrativo do país, ainda é muito limpo, bonito e seguro. Dizem que os Carabineros de Chile fazem parte da 2ª melhor polícia das Américas (depois da Montada do Canadá).

Foi fundada pelo conquistador espanhol Pedro de Valdivia, no dia 12 de Fevereiro de 1541, com o nome de “Santiago de Nueva Extremadura”, em honra ao Apóstolo Santiago, santo patrono da Espanha.

Nesse capítulo, vamos comentar sobre curiosidades de Santiago, assim como locais para visitar e dicas do dia a dia.

Como a cidade é muito seca, leve aquele creme hidratante e lipstick para os lábios. Tome bastante água (tome bastante vinho também J) e peça ao concierge do seu hotel que providencie um umidificador para seu quarto. Se o hotel não tiver umidificador, coloque uns copos de água espalhados pelo quarto, e ligue o chuveiro quente antes de dormir.

É difícil nevar na cidade, portanto, casacos leves de dia (entre 10 e 12celsius) e mais pesados à noite (de 02 a 08 graus). Se chover, o que não acontece muito, o frio fica muito mais rigoroso!

Atenção com os taxistas, pois são bem espertinhos. Peça sempre para ligarem o taxímetro, confira o troco e se familiarize com as notas de Pesos Chilenos. Não há taxas extras para malas e quantidade de pessoas no carro, nem bandeira dois.

Dica Quente: As notas e moedas de Pesos Chilenos mudaram a dois anos atrás. Notas e moedas antigas ainda valem, porém estão gradualmente introduzindo cédulas novas. A melhor casa de Cambio é a Guinazu, não cobra taxas e tem uma conversão razoável. Pode também levar Reais que não haverá problema algum na troca. Estão em vários lugares, sendo a mais fácil na Avenida El Bosque Norte, 192, no Bairro Las Condes (tel: 02 481-7144), que fica bem perto dos hotéis, Ritz Carlton, Hyatt, Intercontinental, Radisson e W.

O sistema de metrô é otimo, limpo e seguro! Portanto não há necessidade de alugar carro na cidade. Para sair do aeroporto, pegue um taxi (Aproximadamente $14.000 pesos até a região dos hotéis mais centrais).

Sim, há muito trânsito na cidade, portanto a hora do ruch deve ser evitada. Pela manhã das 8h as 9:30 e a tarde das 18h até as 20h, fora destes horários encontrará vias e ruas livres e que parecem um tapete. Todas as vias principais, como a Américo Vespúcio (um tipo de “periferique” Santiaguina) e a Nueva Costanera são pedagiadas, porém ao estilo do nosso “Sem Parar”, ao alugar um carro certifique-se ele tem aquele aparelhinho atrás do espelho retrovisor e que a tarifa de pedágio já esta inclusa na conta.

Dica quente: Se estiver com dúvida de algo na cidade, aonde ir, e principalmente para pedir indicações de como chegar aos lugares, sugiro perguntar a várias pessoas diferentes, pois é muito comum os Santiaguinos darem indicações erradas de propósito.

Se for a algum centro de ski, a sugestão é não alugar carro, pois além de não ter utilizadade ao meio da neve, é um inferno ter que colocar e tirar as correntes dos pneus.

Atenção: Há lugares em Santiago que se pode virar a esquerda/direita com o semáforo fechado (vermelho), fique atento as placas!

Telefone: Os telefones no Chile são um pouco complicados. Segue um manual básico de funcionamento:

- Para ligações de telefone fixo para fixo em Santiago, os números sempre começarão com 2, se não começarem terão 7 dígitos, portanto obrigatoriamente terá que discar o 2 no início.

- Para ligações de telefone fixo para celular em Santiago, digite 09 e o telefone de 8 dígitos.

- Para ligações de celular para celular em Santiago, digite o número direto sem o 0 (ex:9888-4154).

- Para ligações de Celular para fixo em Santiago digite 0 antes do número (ex: 02630-0008).

- Para ligações para Colchagua o código de área é 72. Siga a mesma lógica de cima, porém após o 0 coloque 72 (ex: Ligações de fixo de Santiago para celular em Colchagua, disque 0 72 9 e o número de 7 dígitos).

- Para ligações a cobrar para o Brasil, use a Embratel (de qq telefone). Disque, sem necessitar de colocar moedas, em telefones públicos:  800 360 220;  800 800 272 ou 0800 890 5613. Isso vale de qualquer telefone que não seja celular.

Passeios em Santiago:  É legal andar pelo centro. Como todos os países da América Latina (menos Brasil), tem a Plaza de Armas, Casa de la Moneda (onde o presidente Sebastian Pinera trabalha), o interessante Museu de Arte Pré Colombina e o Aquário entre outras atrações para se visitar.

O Cerro San Cristobal é bonito e tem uma bela vista sobre a cidade, porém o funicular (teleférico) infelizmete está fechado e não tem previsão de voltar a funcionar. Lá também está o Zoológico Nacional, que em minha opinião não tem nada de mais.

Vale a vistia no Centro Gabriela Mistral, que fica na Av. Libertador Bernardo O’Higgins 227 perto do centro. É um Centro de Cultura que junta galeria de arte, teatro e cinema no mesmo espaço e ainda tem um restaurante bem razoável. Importante conferir o site para confirmar horários de funcionamento e outras informações relevantes.

O Museu de la Moda é muito bem feito, com a exposição muito bem montada e diversas roupas de alta costura. Fica na Av. Vitacura, 4.562 (tel 219-3623).

Para quem gosta de relax total, não deixe de conferir o SPA do Hotel Ritz Carlton, ou melhor, vá a Academia Balthus, que tem uma boa infra e é toda modernosa.

Dica Quente: Dependendo do hotel que estiver, peça o folheto “Santiago Alive”, que é gratuito e tem várias outras dicas, além de um mapa da cidade.

SnowTrip: Esquiar no Chile é muito bom, porém não se pode esperar infraestrutura norteamericana ou européia, pois os ski lifts são bem lentos e na maioria dos casos os hotéis já são bem velhinhos.

Se você não tiver nenhum pacote para esquiar, a sugestão é entrar em contato com a empresa Esqui Total, e se informar sobre os pacotes de transfer, roupa, equipamento e lift.

Valle Nevado tem muitos Brasileiros, portanto se a ideia é ter um pouco mais de tranquilidade, a minha dica é entrar no site http://www.refugio.cl/ e alugar um apartamento ou quarto em El Colorado. Este centro de esqui fica a 40km de Santiago e se pode comprar passes para sair esquiando até Valle Nevado, Farellones e La Parva. Tem uma vila com restaurantes e boite, portanto quem não gosta de esquiar tem opção de sair um pouco das pistas.

Dica quente 1: O preço dos vinhos na montanha e nesses hotéis são caros! Acredite, as vezes se paga mais caro que no Brasil. Portanto antes de subir à neve, passe numa loja de vinhos (escrevo sobre isso mais adiante) ou num supermercado para montar seu estoque. Porém a maioria dos resorts e restaurantes na montanha NÃO aceita que leve o seu próprio vinho NEM pagando rolha.

Dica quente 2: Para quem enjoa fácil, as estradas de lá são um prato cheio, cheias de curvas fechadas e bem estreita e com buracos, portanto não esqueça do seu Dramin.

Dica quente 3: Para quem tem pressa e não quer ir de van (1h e 30min até Valle Nevado), há um serviço de helicóptero (15min), http://www.andesheliski.cl/. Veja com o concierege do seu hotel se pode decolar do “Club de Planeadores de Santiago” que fica em uma ótima localização.

Hoteis em Santiago: O melhor hotel de Santiago é o Ritz Carlton, que é o único da Rede na América do Sul. Porém o “Hotel W”, da Rede Starwood (que tem as marcas como Westin, Sheraton, Four Points, etc.) já tem 2 anos e vale a pena ser visitado e testado. É super trendy e fashion! Nesse hotel há uma filial do restaurante do Jean Paul Bondoux, o bom peruano-japonês da Osaka. Há também uma boate que se pode fumar charuto e que eu recomendo. Chama-se Whiskey Blue e fica na Av. Isidora Goenechea 3.000.

O Hotel Boutique Le Revê também deve ser considerado, tendo uma boa atmosfera.

Outro hotel novo e ótimamente localizado é o Hotel Noi. Intimista, elegante e tem a melhor tarifa.

Compras: O Chile tem um imposto único (IVA de 19%), para a maioria dos artigos que se possa comprar por lá. Para vinhos e outros produtos alcoólicos são mais 15% de ILA. Os preços são bem mais em conta do que no Brasil, porém não possui tax-back como na Argentina e na Europa.

Há uma rua, tipo Oscar Freire, que as mulheres adoram. Basta pedir pro taxista levar à Alonso de Córdova, que fica no bairro Las Condes. Lá pode-se encontrar lojas da Louis Vuitton, Burberry, Hermes, Ferragamo, além de boutiques locais. Mesmo que não vá comprar nada disso, é bem bacana para caminhar, observar o movimento e tomar aquele cafezinho.

O Shopping Auto Las Condes, é o mais bacana. Há também o Parque Arauco, que passou por uma renovação e ainda estão fazendo mais ampliações e tem novas lojas como da Apple. No Parque Arauco tem uma loja de artigos para casa que os Brasileiros amam, se chama Casa y Ideas, que vale a pena olhar.

O recém-aberto Costanera Center ainda está devagar, possui apenas lojas de departamento abertas e a área de alimentação (junk food). Portanto ainda não vale a pena a visitar.

Dica Quente: Estes grande shoppings disponibilizam copupons de desconto (10%) para turistas, procure a “Atencion al Consumidor” e pegue o seu.

Fora isso, aconselho comprar Baby Alpaca que é um cachecol muito gostoso e pode ser encontrado com o Carlos Boetch, meu amigo. Liga para, que ele faz um preço especial (celular: 09- 888-4154).

No próximo Capítulo falaremos mais sobre Restaurantes, drinks e boites.

Fotos: Reprodução

  • Lilian

    Obrigada !