Conjunto de obras propõe um contraponto entre o histórico e o contemporâneo a partir do próprio acervo da instituição

arte

De 16 de fevereiro a 17 de junho de 2019, pela primeira vez na Pinacoteca, quatro obras incorporadas recentemente à sua coleção. Com patrocínio da Água Ama, as obras de Marcius Galan, Débora BolsoniRegina Parra Matheus Rocha Pitta ocupam quatro salas (A, B, C e D) contíguas à exposição de longa duração no 2º andar da Pina Luz. Com curadoria do Núcleo de Pesquisa e Curadoria da Pinacoteca, o conjunto propõe um contraponto entre o histórico e o contemporâneo a partir do próprio acervo da instituição.

Na sala D, o mineiro Matheus Rocha Pitta apresenta a instalação interativa composta de cubos de concreto Primeira pedra, doada ao museu pelo próprio artista e pela galeria que o representa. Com tamanho ideal para acomodar-se em uma mão e dispostos no chão do espaço sobre folhas de jornal do dia anterior, os cubos são oferecidos ao público não por dinheiro, mas por uma outra pedra: para possui-los, o visitante deve sair do museu e trazer a primeira pedra que encontrar.

arteA obra radicaliza o conceito de múltiplo no qual cada peça poderá ser levada pelo visitante como obra para casa, afirmando-se, dessa forma, um vínculo entre o museu e a cidade por meio do gesto de cada indivíduo. Também serão exibidas quatro obras da série Acordo, que é constituída de lajes que trazem um arquivo de fotografias recortadas de jornais, retratando pessoas performando acordos – gestos como apertos de mão, abraços, beijos.

Ao longo de sua trajetória artística, Rocha Pitta (Tiradentes, 1980), sedimentou interesses e estratégias que permitem identificar, em uma prática que se adensa a cada nova apresentação, um enunciado crítico sobre os mecanismos de troca que regem a vida comum. Em 2014, o artista participou da Bienal de Taipei e da coletiva Blind Field no Kunst IM Tunnel de Dusseldorf  e em 2013 realizou a individual Acordo, Fondazione Morra Greco, Napoli, Itália.

:: SERVIÇO ::

Matheus Rocha Pitta: Primeira Pedra e Acordo
Curadoria de Fernanda Pitta
2º andar – Sala D
Abertura: 16 de fevereiro de 2019, sábado, às 11h
Visitação: 16 de fevereiro até 17 de junho de 2019
De quarta a segunda, das 10h às 17h30 – com permanência até as 18h
Pinacoteca: Praça da Luz 2, São Paulo, SP –
Ingressos: R$ 10,00 (entrada); R$ 6,00 (meia-entrada para estudantes com carteirinha)
Menores de 10 anos e maiores de 60 são isentos de pagamento *.
Aos sábados, a entrada da Pina é gratuita para todos.