Especial Ups & Downs do Chile, confira as sugestões dos melhores restaurantes

Centolla Austral Restaurante OX

Neste capítulo falaremos um pouco sobre os restaurantes de Santiago. Hoje, a cidade já tem restaurantes de muito bom nível, caros sim, porém muito bons.

Primeiramente gostaria de desmistificar o Mercado Central. Vamos falar a verdade, o lugar é horrível, com comida ruim e cara, além do atendimento displicente em todos os restaurantes. Assim fica difícil indicar. A fama de lugar bacana e comida boa se deu quando Santiago ainda não tinha restaurantes bons e típicos. Naquela época, saiu uma reportagem numa revista influente de turismo, como sendo um local imperdível e ai pegou, marketing puro. Mas na verdade o lugar virou mega turístico e ao contrário do que todos pensam não se encontram mais deliciosas Centollas.

Dica quente 1: Reserve sua mesa! E peça área de não fumantes, caso se incomode com o cheiro. Sim em espaços públicos do Chile, pode-se fumar. O Chile é democrático, então há lugares de fumantes e não fumantes.

Dica Quente 2: Carne se come na Argentina e no Brasil… No Chile, apesar de terem ótimos restaurantes de carnes (listados a seguir), recomendo sempre os peixes, mariscos e crustáceos frescos, como ostiones, centollas e machas a la parmesana. Sempre frescos e deliciosos!

CueroVaca

Agora podemos seguir com as indicações. Na Região da Avenida Nueva Costanera, que se transforma ano a ano em uma espécie de Haddock Lobo ou Rua Amauri de São Paulo, podemos listar alguns restaurantes que vale a pena visitar.

Shogun – Delicioso japonês! Para mim o melhor da cidade e com ótimos preços! O Sushiman é mal humorado e ranzinza, mas prepara delicias! Fica na Enrique Foster, 172, Las Condes (tel.: 02 231-1604).

OX Steaks & Brasserie – O ambiente é bonito e as carnes são deliciosas. Ótimo atendimento e estão super acostumados com os Brasileiros. Pode levar sua garrafa de vinho, a rolha custa CHP 7.000,00 (+-R$37,00). End.: Av. Nueva Costanera, 3.960 (tel.: 799-0260).

Mercat – Com somente 12 pratos, mas muito bem feitos, este restaurante não deixa nada a desejar. End.: Av. Nueva Costanera, 4.092 (tel.: 784-2840).

CueroVacaUma das melhores cartas de vinhos de Santiago e servem ótimas carnes! Fica na Passaje El Manio, 1.659, Vitacura (tel.: 206-3911).

CueroVaca

Tierra Noble RestaurantMuito bom para comer peixes e carnes na chapa. A carta de vinho inclui também boas champagnes como Bollinger e bons Bordeaux, e não é cara! A rolha custa CHP 7.000,00. Fica também na Av. Nueva Costanera, 3.872 (tel.: 761-4861) e possui uma filial ao lado do Hotel Ritz.

Puerto Fuy É o mais tradicional da rua. A última vez que fui lá (+-2 meses atrás) estava bem ruim. Achei os pratos caros e sem gosto, atendimento demorado e ambiente antigo. De qualquer forma fica na Av. Nueva Costanera, 3.969 (tel.: 2208-8908).

La Mar Cebicheria – É o mesmo restaurante que o da Rua Tabapuã, em São Paulo. A rede ainda possui restaurantes em Los Angeles e Lima no Peru. Eu sempre vou e, por isso nem me cobram mais a rolha, mas eu sempre deixo uma boa caixinha para o Sommelier que é excelente. Peça a degustação de ceviche, simplesmente ótima! Uma boa dica é visitar a Loja de Vinhos Wain, que fica logo do outro lado da rua e comprar um bom rose. End.: Av. Nueva Costanera, 3.922, Vitacura (Reservas: 206-7839).

Astrid e GastonTodos me perguntam sobre esse restaurante de cozinha Peruana. Fica na Calle Antonio Bellet, 201, Providencia (tel.: 650-9125 ou 378-6767). É o mais caro de Santiago, mas a comida é muito boa e vale a experiência!

Europeo

EuropeoAo lado da loja da Concha Y Toro, está localizado esse restaurante de ambiente totalmente corporativo e quase sem graça. O interessante é que seu menu de comida internacional é preparado com ingredientes orgânicos. End.: Alonso de Cordova, 2.417, Vitacura (tel.: 208-3603).

Europeo

Baco! – No almoço em dias de semana é o ponto de encontro da turma do vinho, em Santiago. Sempre estão lá enólogos, donos de vinícolas, críticos, etc. Não é um restaurante chique nem tem muito luxo, mas a comida é boa (estilo bistrô Frances) e a carta de vinhos considerada uma das melhores do Chile (senão a melhor), com preços de loja e com a vertical quase completa de Almaviva, Neyen, etc. Às vezes há pechinchas como Pape Clement por R$ 250,00 e outros bons Bordeaux por ótimos preços também.

Pode fumar charuto na área aquecida. End.: Calle Nueva de Leon, 113, Bairro Providencia (+- 7 minutos de carro do Ritz Carlton – tel.: (2) 231-4444). Obs: Quando estiver por lá, procure o Frederick Blaux, é o dono, e fale que é meu amigo e mande um abraço!

Complexo Borde RioOs restaurantes são bons, porém já manjados redutos de turistas. End.: Av. José Maria de Balaguer, 6.400, Vitacura.

Dica quente 3: Os restaurantes Como Água para Chocolate, no bairro de Bela Vista, Aqui esta Coco e El Otro Sitio são também redutos tradicionais de Brasileiros e que todo mundo indica e conhece. Os restaurantes não são ruins, mas também não são tão especiais. Podem ser visitados, mas entendo que Santiago já tem lugares bem mais bacanas e novos. A escolha é sua!

Vinhos Concha y Toro

Encontramos também bons restaurantes em outros bairros e indico alguns a seguir.

BocanárizTem uma ótima carta de vinhos, talvez a com maior variedades de toda a cidade, porém somente chilenos. Vale a pena. Tem verticais de ícones para se tomar e não é caro (Sena 1995, 2001, 2004 e 2008 por CHP 325.000 ou +- R$1.650,00). Ligue antes, reserve e peça para decantar os vinhos, assim na hora que chegar estarão prontos para o consumo. A Comida não é lá essas coisas, mas além do ambiente bem legal, esse é o restaurante do momento e está sempre bem frequentado. Seu dono, o francês Jerome, atende sempre bem e adora conversar sobre os vinhos. Peça para ele mostrar a cave, bem feita, no subsolo do restaurante. End.: Calle Jose Victorio Lastarria, 276 (tel.: 638-9893).

Detalhe: O bairro onde fica o Bocanariz, foi inteiro reformado, as ruas estão bem bonitas e a noite fica boêmia.

IchibanOutro bom japonês super bem indicado. Não se esqueça de pedir tudo “sin palta” caso não goste de abacate, pois colocam a fruta em tudo. End.: Padre Hurtado, 1.521, Vitacura (tel.: 453-1973, 453-1791).

El Toro Peça o pastel de Raiba, delicioso. É um restaurante tentando ser “trendy”, coisa difícil no Chile. A carta de vinhos não é das melhores e nem tente levar o seu de casa, pois não sabem cobrar a rolha. O estilo do restaurante é simples e é frequentado por artistas e santiaguinos cool. End.: Calle Loreto, 33 no bairro de Providencia, quase no Centro (tel.: 02 737-5937).

El Meson de la Patagonia Tem uma centolla deliciosa! O cabrito com baked potato também é ótimo! A carta de vinhos não é muito boa, leve o seu vinho e pague a rolha (CHP 4.000 ou +-R$ 17,00). O único porém é que fica bem fora de mão, à uns 20 minutos do centro, pela Avenida Costanera Norte (não é a Nueva Costanera, e sim uma espécie de marginal expressa e pedagiada que cruza toda a cidade, simplesmente fantástica!). O restaurante fica no bairro residencial de Lo Barnechea, a única maneira de se chagar lá é de carro ou taxi. End.: Calle Lo Barnechea, 503 (tel.: 2216-8967).

Pizzaria TiramissuNa minha opinião, servem o melhor Pisco Sour (bebida típica do Peru, mas que o Chile adotou tem base de pisco, suco de limão e clara de ovo). Curta uma pizzinha de Domingo lá. Sempre bem frequentada, a pizza não decepciona e o sorvete de baunilha é uma delícia. End.: Av. Isidora Goyenechea, 3.141, Las Condes (tel.: 562 519-4900).

EtnikoSem dúvida o Bar/Restaurante/Sushi mais trendy de Santiago. Tem boa música e está sempre cheio. End.: Calle Constituicion, 172, Bela Vista (tel.: 562 732-0119).

Atenção: Não há nenhuma indicação de que lá funciona um restaurante, por isso chegando lá abra a porta e entre direto.

Opera Catedral Com ótima comida francesa, é considerado por muitos o melhor restaurante de Santiago! Sendo também uma boa pedida para drinks e conhecer gente local. End.: Jose Miguel de la Barra, 407 (tel: 664-3048).

Nos próximos capítulos falaremos mais sobre a Noite de Santiago, outras atrações e passeios tradicionais, além de onde comprar os tão desejados vinhos chilenos.

Fotos: Reprodução

#PpowTravel